Mamíferos estão morrendo na Austrália por não resistirem a maratona sexual que chega a 14 horas ininterruptas;

Foto: Gary Cranitch, Museu Qld

Duas pequenas espécies de marsupiais, conhecidas pelos hábitos sexuais suicidas de acasalamento, foram oficialmente incluídas na lista de animais em perigo de extensão da Austrália.

Segundo o portal Phys.org, o governo australiano incluiu o antequino de cauda preta e o antequino de cabeça prata na lista dos animais que necessitam de proteção especial.

Além dos desafios impostos pelas mudanças climáticas, perda de habitat natural e animais silvestres, o rato-marsupial-australiano também está em riscos por seus curiosos hábitos sexuais.

Anualmente, na época de acasalamento, os machos morrem antes de cumprir o ano pelo estresse provocado pela maratona de sessões sexuais que podem durar até 14 horas e que são obrigados a repetir várias vezes, segundo cientistas. Além disso, os poucos marsupiais dessas espécies que sobrevivem permanecem estéreis.

“Sua pele cai, eles parecem muito doentes, às vezes, surgem gangrenas porque seu sistema imunológico deixa de funcionar”, disse a bióloga Diana Fisher. Além disso, eles podem ter hemorragias internas e a desintegração dos tecidos do corpo.

As duas espécies foram descobertas em 2013, dando um total de 15 espécies de antequino na Austrália. A descoberta pertence a Andrew Baker, da Universidade de Tecnologia de Queensland, e sua equipe.

*Agência VIU! com Sputnik News

 

Comentários

comentários