Bairro da zona sul do Rio de Janeiro terá sistema de reconhecimento facial nas Câmeras de monitoramento; Leia mais:

O governo do Estado do Rio iniciará um projeto piloto de reconhecimento facial por meio de câmeras de monitoramento. O sistema será utilizado no bairro de Copacabana, zona sul da cidade, durante o carnaval e permitirá a identificação de fugitivos da justiça e de placas de carros roubados.

Por meio de um software da empresa de telefonia Oi, as imagens captadas pelas câmeras nas ruas serão transmitidas para o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Nova.

De acordo com o secretário de Estado de Polícia Militar, coronel Rogério Figueredo de Lacerda,  o governo pretende ampliar o projeto para outros bairros, mas ainda não existe um calendário.

Nesta fase inicial, o governo não terá custo, porque a operadora de telefonia já tem contrato com os órgãos de segurança para instalação de programas de comunicação nos carros da Polícia Civil e Militar.

O projeto de reconhecimento facial por meio de câmeras de monitoramento é amplamente utilizado em países como a China, permitindo a localização de centenas de pessoas desaparecidas e a captura de criminosos foragidos durante grandes eventos.  Por outro lado, a iniciativa gera controvérsias, em função dos riscos de violação de privacidade da sociedade.

*Agência VIU!

 

Comentários

comentários