Em depoimento à Justiça Federal, ex-ministro afirma que Luis Claudio buscava aporte de R$ 2 milhões para financiar um de seus empreendimentos;

Ao prestar depoimento à Justiça Federal, no Distrito Federal, nesta quinta-feira (6), o ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil Antonio Palocci afirmou que o filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu recursos de um lobista.

Luis Claudio, que buscava financiamento para um de seus empreendimentos, teria conseguido dinheiro com Mauro Marcondes, lobista que estava atuando na elaboração da Medida Provisória (MP) 471/2009, alvo de ação penal no âmbito da Operação Zelotes.

Por meio desta MP,  as a montadoras de veículos conseguiram benefícios fiscais, mas teriam pago propina para que o texto fosse publicado.

Palocci narrou que o filho de Lula buscou auxílio de sua consultoria, em São Paulo, entre o final de 2013 e o início de 2014. Pedia ajuda para obter ao menos R$ 2 milhões de empresas para viabilizar um de seus empreendimentos.

Só que o próprio Lula teria informado ao ex-ministro ter conseguido a soma com o lobista.

“Fui falar com o ex-presidente Lula porque queria ver com ele se autorizava a fazer isso [obter recursos para seu filho]. Foi aí que o ex-presidente falou não precisar atender ao Luiz Cláudio porque ‘eu já resolvi esse problema com o Mauro Marcondes’ “, relatou o ex-ministro.

O Ministério Público Federal (MPF) escreveu em sua denúncia, que para elaboração da MP 471, Marcondes atuou junto ao governo Lula.

*Agência VIU!

 

Comentários

comentários