Campanha do presidenciável do PSDB está preocupada com a repercussão de ataque ao deputado Jair Bolsonaro;

Foto: Eduardo Saraiva/A21MG/ Fotos Públicas

A equipe de marketing do tucano Geraldo Alckmin está preocupada com o impacto que o ataque a Bolsonaro pode causar na campanha do PSDB, afirmou o Estadão. Sondagens iniciais mostram que o capitão cresceu desde quinta (6).

As pesquisas internas encomendadas pelo PSDB mostraram um crescimento de três pontos na intenção de voto desde o ataque, afirma o jornal. Para os marqueteiros, a comoção e a exposição midiática consequente do ataque atraiu eleitores para o PSL.

Dividindo a atenção da mesma parte do eleitorado, Alckmin ainda foi forçado a descer o tom das propagandas de rádio e TV que criticavam diretamente Jair Bolsonaro. O discurso do tucano também passou a poupar a imagem do deputado, embora, segundo o Estadão, deve continuar batendo na tecla do “radicalismo” e da “intolerância” trazidos no conjunto da candidatura adversária.

A campanha de Alckmin trabalha com a possível estabilização da comoção causada pelo ataque em até uma semana. Este é provavelmente o tempo em que Bolsonaro permanecerá internado no Hospital Albert Einstein.

 

Comentários

comentários