Impedido de participar do velório e sepultamento de um irmão, ex-presidente receberá familiares nesta quinta-feira (30);

Foto: Ricardo Stuckert

Preso político em Curitiba (PR), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi impedido de participar do enterro do seu irmão mais velho Genival Inácio da Silva, o Vavá, nesta quarta-feira (30), em São Bernardo do Campo (SP).

O pedido do presidente para acompanhar o velório e sepultamento foi negado pela Justiça de Curitiba e só obteve autorização por meio de uma decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, mas já não havia tempo hábil para o descolamento. A permissão também era restrita. Permitia um encontro do ex-presidente com seus familiares às escondidas, em recinto fechado. 

Vavá tinha 79 anos  e lutava contra um câncer de pulmão. O corpo foi sepultado às 13 horas. A decisão de Toffoli gerou indignação, porque só saiu quando o corpo estava sendo sepultado. Alguns juristas definiram o ato como “cinismo”. “Lula não tem motivos para se encontrar às escondidas com a família, como se isso fosse um favor do MPF, do Judiciário e da turma da Lava Jato”, afirmou o deputado Paulo Pimenta. 

*Agência VIU!

 

Comentários

comentários