Duplicidade nas compensações financeiras às empresas por gratuidade,  desviou mais R$ 500 milhões do Estado no governo Pezão; Leia mais:

Vai explodir mais uma bomba no encrencado Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Detro-RJ). Já existem elementos que comprovam que o Estado fez pagamentos em duplicidade às empresas de ônibus para compensar gratuidade.  A duplicidade foi mascarada por meio de reajustes.

O rombo chega a R$ 500 milhões e demonstra que a máquina do propinoduto moeu mesmo após o escândalo envolvendo a autarquia e a Fetranspor. Tudo indica que é mais uma rota do “oxigênio” durante o governo de Luiz Fernando Pezão.

TODOS OS SINAIS APONTAM PARA NOVAS OPERAÇÕES E MAIS PRISÕES

O Rio de Janeiro viverá grandes emoções por longo tempo. A Lava Jato está mapeando a lavagem do dinheiro sujo na compra de imóveis e de estabelecimentos comerciais. Vai chegar aos laranjas.

Ainda em dezembro um nova invernada poderá provocar correria nos corredores da Assembleia Legislativa. Tem deputado debaixo da coberta, que não aceita receber nem Papai Noel pintado de ouro.


 

Comentários

comentários