Sentença obriga parlamentar a pagar R$ 100 mil por danos morais e a retirar textos “ofensivos” contra o desembargador do TJ nas redes sociais; Leia mais:

A deputada Clarissa Garotinho (PROS-RJ) foi condenada a indenizar o ex-presidente do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), desembargador Luiz Zveiter, em R$ 100 mil por danos morais. A decisão é da juíza Flávia Gonçalves Moraes Alves, da 14ª Vara Cível do Fórum da Capital.

A decisão prevê que o valor seja acrescido de juros legais desde a efetiva citação e com correção monetária a partir da publicação da sentença, que ocorreu nesta quarta-feira (9).

A juíza também determinou que a parlamentar retire os textos e falas ofensivas ao magistrado de suas páginas nas redes sociais, sob pena de multa diária de até R$ 50 mil.

A decisão considerou que Clarissa aproveitou-se de “informações caluniosas, injuriosas e ofensivas veiculadas na mídia e nas redes sociais por Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho (pai e mãe da parlamentar), as reproduziu, fazendo acusações absurdas e inverídicas contra o Zveiter.”

Em outubro do ano passado, a ex-governadora Rosinha Garotinho também foi condenada a indenizar o desembargador por injúria, numa ação na 19ª Vara Cível.

 

Comentários

comentários