Municípios da Bacia de Campos iniciam campanha contra projeto da Alerj que altera lei do Repetro;

As cidades da zona produtora de petróleo do Estado do Rio já elegeram o Judas no sábado de aleluia. É o deputado estadual do PT, André Ceciliano, autor de um projeto de lei que altera o regime fiscal aduaneiro (Repetro) no ICMS para as empresas da cadeia produtiva do petróleo.

O projeto que está em apreciação no legislativo fluminense ameaça milhares de empregos e favorecem a migração de investimentos para os Estados de São Paulo e Espírito Santo.

André Ceciliano | Foto: Alerj

Em Macaé, a Prefeitura iniciou neste sábado (31), exatamente no dia em que a população malha o Judas, uma campanha publicitária nas ruas em favor da manutenção da lei. A ordem do prefeito Aluízio Júnior é para intensificar a pressão. Em Campos dos Goytacazes, o prefeito Rafael Diniz,  que é presidente da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro) também iniciou uma campanha pelas redes sociais. A entidade, recentemente, promoveu uma audiência pública na Câmara de Vereadores de Rio das Ostras: CONFIRA: 

Audiência Pública sobre Repetro

Hoje mais uma vez tivemos a oportunidade de debater sobre o Repetro, desta vez em Audiência Pública realizada em Rio das Ostras. E, como venho me manifestando, defendi hoje mais uma vez a posição de que sim, devemos aderir ao Repetro. Somos favoráveis e não podemos abrir mão de investimento algum, ainda mais nesse momento de dificuldade financeira que não só Campos vive, mas como toda região e inclusive o Estado do Rio.

Gepostet von Rafael Diniz am Freitag, 23. März 2018

Os municípios também preparam uma campanha para mostrar Ceciliano como o “cavalo de Troia” na economia do Estado. Para um parlamentar em ano de eleição isso não é bom.

SAIBA QUEM É CECILIANO

Ceciliano tem uma trajetória controvertida. Os correligionários o definem como um integrante da bancada do PT do P (Leia-se: PT de Jorge Picciani). No partido já responde a um processo disciplinar por ter rezado na cartilha do ex-presidente da Alerj e votado pela privatização da Cedae E favorável ao pacote de maldades contra os servidores estaduais.

Comentários

comentários