Indenização às vítimas do incidente ambiental está limitada a 50 vezes o salário que recebiam atualmente; Leia mais:

A reforma trabalhista sancionada pelo ex-presidente Michel Temer em 2017 penaliza duramente os familiares dos trabalhadores da Vale, que morreram durante o incidente ambiental em Brumadinho, Minas Gerais.

As mudanças aprovadas na nova legislação limita o valor da indenização por danos morais a 50 vezes o salário que recebiam atualmente, como destaca o jornalista Leonardo Sakamoto em seu blog.

Esta limitação é objeto de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF). O parecer da Procuradora-Geral da República Raquel Dodge é pela inconstitucionalidade. O relator da matéria é o Ministro Gilmar Mendes.

Pelo que se pode ver, além de uma tragédia ambiental, é uma tragédia trabalhista.   


 

Comentários

comentários