Mercado financeiro dos EUA já registra o pior desempenho nos últimos 10 anos e indicadores sociais apontam 40 milhões de pessoas vivendo na pobreza; Leia mais:

O mercado financeiro nos EUA vive dias de turbulência. O índice Dow Jones e o mercado de ações NASDAQ registra seu pior declínio desde 2008, enquanto o índice S&P 500 registrou seu menor valor desde 2011.

Nos últimos sete dias, a média industrial Dow Jones despencou várias vezes e, após uma perda total de 1.655 pontos (6,8%), registrou a pior queda desde outubro de 2008. São os sintomas de uma nova crise global.

“Estou vendo a economia dos EUA implodir e estamos enfrentando muitos problemas”, destaca o famoso investidor Peter Schiff, que não descarta o estouro do que chama de uma “bolha gigante”.

FED ENCERRA TEMPORADA DE CRÉDITO FÁCIL

O mercado reagiu ao anúncio do Federal Reserve Bank (Banco Central, Fed na sigla em inglês) sobre o aumento da taxa de juros em 0,25%, que passou de 2,25% para 2,5%. Após o anúncio, o indicador industrial foi afetado, continuando seu colapso. Em 21 de dezembro o indicador perdeu 414 pontos no fechamento, para ficar em 22.445.

Nesta sexta-feira (21), o S&P 500 fechou o dia com uma perda de 2,1% e ficou em 2.416, enquanto o NASDAQ ficou em 6.332 depois de cair 2,99%, registrando seu nível mais baixo desde novembro de 2008.

LEIA TAMBÉM:

POBREZA AFETA MAIS DE 40 MILHÕES DE PESSOAS NOS EUA

O mercado está inquieto, porque já consegue visualizar o tamanho da tempestade financeira. Para Peter Schiff, a nova crise será ainda pior do que as anteriores, pois a economia não conseguirá lidar com altas taxas de juros após uma década de dinheiro barato.

“Os mercados estão começando a colapsar, enquanto a dívida está se tornando mais cara. Nós construímos essa bolha gigante sobre uma quantidade sem precedentes de dinheiro barato e flexibilização quantitativa, e a ressaca será muito pior”, disse ele e entrevista publicada na Sputnik News.

ELEVAÇÃO NO ÍNDICE DE POBREZA

Se no mercado financeiro a tempestade é previsível, os nos indicadores a realidade é dura. Segundo reportagem publicada no Portal VIU!, na América as crianças estão adoecendo por causa de piscinas de esgoto in natura à céu aberto.

No país já são 40 milhões de pessoas vivendo em condições inumanas, um índice que reproduz um nível mundial de pobreza.

*Agência VIU!

 

Comentários

comentários