Funcionando em Detroit, espaço religioso tem uma estátua de 2,7 metros em homenagem ao anticristo; Leia mais:

O EUA, uma das nações mais poderosas do mundo e aliada preferencial do Brasil, tem um templo satânico. Ele está instalado na cidade de Detroit, no Estado de Michigan.

Em 2015,  o templo foi alvo de críticas por parte da comunidade evangélica, por ter inaugurado uma estátua de bronze medindo 2,7 metros em homenagem a Satanás.

A escultura é ladeada por duas crianças sorridentes e representa um ser hermafrodita alado conhecido como Baphomet (ou Bafomé).

Os satanistas gastaram US$ 100 mil (R$ 345 mil) com a criação do monumento. Atualmente, o objetivo do grupo é transferi-lo para Oklahoma City e instalá-lo ao lado do edifício do Capitólio, em frente ao monumento dedicado aos 10 mandamentos. Seria uma forma de usar a escultura para contestar os 10 mandamentos da bíblia.

“Nossa estátua servirá como um farol pedindo compaixão e empatia entre as criaturas vivas”, disse Lucien Greaves, cofundador do grupo em entrevista a BBC.

ENTENDA A IMAGEM

O nome Baphomet remonta à Inquisição e aos Cavaleiros Templários, que no século 12 chegaram a ser torturados por supostamente terem confessado a adoração a um ídolo pagão chamado Baphomet.

Alguns historiadores acreditam que “Baphomet” era simplesmente uma derivação do nome “Muhammad”, o profeta fundador do Islã.

Mas ao longo dos anos o mistério e a especulação envolvendo os Templários aumentaram, assim como as interpretações da palavra e seu significado.

Uma interpretação elaborada inspirou inclusive o enredo do livro “O Código Da Vinci”, de Dan Brown, em que a palavra Baphomet é decodificada e traduzida por “Sofia” ou sabedoria.

 

Comentários

comentários