2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça considera que Antônio Marcos Lemos Machado foi submetido a constrangimento ilegal

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio concedeu habeas corpus ao ex-prefeito de Casimiro de Abreu (RJ), Antônio Marcos Lemos Machado (PSC).

Os desembargadores consideraram que a prisão imposta por decisão de 1ª instância implica em constrangimento ilegal, porque o ex-prefeito se apresentou voluntariamente a Justiça, sem manifestar qualquer empecilho às investigações. A decisão determina que o mandado de prisão seja substituído por medidas cautelares.

ENTENDA A ACUSAÇÃO CONTRA ANTÔNIO MARCOS

Principal opositor do atual prefeito Paulo Dames (PSB), Antônio Marcos foi preso temporariamente em 22 de agosto no âmbito da Operação Bastidores. Ele é acusado pelo Ministério Público Estadual de praticar crimes de extorsão, associação criminosa e tráfico de influência.

Segundo denúncias do MP, ele teria chefiado um esquema formado também por um grupo de vereadores para que a Câmara aprovasse projetos do seu interesse e as contas da administração pública durante o mandato. As provas apresentadas pelo MP, no entanto, são consideradas frágeis.


 

Comentários

comentários