Cartão do servidor com benefício extra e quitação do 13º no mês de dezembro devem aquecer vendas de fim de ano na cidade simpatia; Leia mais:

A Câmara de Vereadores de Conceição de Macabu, norte Fluminense, votará na segunda-feira (26) o projeto do executivo que insere um abono de R$ 494 no cartão do servidor no mês de dezembro, período em que já tem recarga prevista mensal de R$ 158.

A aprovação permitirá um ganho extra para 1.104 servidores cadastrados no cartão, que só de abono receberão um total de R$ 600.

Ainda no mês de dezembro, a prefeitura vai pagar a última parcela do 13º salário, o que também deve aquecer as vendas de fim de ano no comércio.

O PROJETO DE REAJUSTE FOI ENVIADO AO LEGISLATIVO PELO PREFEITO CLAUDIO LINHARES

O abono natalino não beneficiará o magistério, que receberá o salário base de R$ 2.300 e um abono em separado para alcançar o limite mínimo do Fundeb. Contudo, a estimativa só com o cartão do servidor é de que haja uma circulação de mais de R$ 700 mil na cidade neste mês de dezembro.

COMO O CARTÃO DO SERVIDOR PODE SER USADO

O cartão do servidor é um auxílio para o funcionalismo e serve exclusivamente para a compra de gêneros alimentícios em estabelecimentos comerciais do município. Os estabelecimentos devem ser credenciados junto a Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Conceição de Macabu (ACIACOM).

A legislação aprovada no legislativo municipal só permite a utilização nos estabelecimentos da cidade.

MERCADORIAS QUE O CARTÃO DO SERVIDOR NÃO PODE COMPRAR

Não pode ser utilizados para comprar bebidas alcoólicas, produtos de beleza, fogos de artifícios, materiais para festas, flores, peças de vestuários, calçados, cigarros, artigos de perfumaria e qualquer outro item de consumo que não seja destinado à alimentação do trabalhador.

PARA O ANO DE 2019, O CARTÃO DO SERVIDOR TERÁ RECARGA DE R$ 200 MENSAIS

Neste mês de novembro, o prefeito enviou ao legislativo o projeto de lei para implantação do Plano de Cargos e Carreira dos Servidores (PCCS). O projeto já está em discussão nas comissões e a categoria mais favorecida é a do magistério, por conta das verbas do Fundo Nacional de Educação Básica (Fundeb).

*Agência VIU!

 

Comentários

comentários