Por que os hospitais no Brasil estão fechando e a rede pública de saúde está à beira de um colapso;

O Brasil tem 6.805 hospitais espalhados por todo território nacional. Destes, 70% são instituições privadas, 30% instituições públicas.

Na rede pública, 21% das instituições estão sob a administração dos municípios, 8% dos estados e 1% das unidades sob a responsabilidade da União.

Uma radiografia no setor realizada pela Gessaúde Consultoria e Gestão mostra a dinâmica de uma crise que atinge o atendimento a população. O dossiê “Desafios da Saúde: Por que os Hospitais Morrem” demonstra que entre 2010 e 2018, 430 hospitais particulares deixaram de existir no país.

DOSSIÊ COMPLETO:  CLIQUE AQUI E LEIA

As causas são decorrência do aumento de demanda, defasagem nas tabelas, custos altos (incluindo carga tributária), crise econômica e, principalmente, má gestão.

O desemprego decorrente da recessão e encolhimento do PIB, provocou uma migração de pacientes para a rede pública, assim como o encolhimento dos planos de saúde e queda de investimentos. O dossiê foi organizado com base em informações da Confederação Nacional da Saúde (CNS), Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), e no Relatório “Cenário dos Hospitais no Brasil 2018, desenvolvido pela CNS.

O documento é uma ferramente essencial para analisar a crise na saúde sob a ótica das causas e não apenas dos efeitos que inundam os noticiários da imprensa e as páginas de ativistas de partidos políticos nas redes sociais.

 

Comentários

comentários