Força tarefa para abrir acesso aos moradores de Conceição do Imbé, que ficaram isolados; máquinas também atuam na estrada de Dores de Macabu;

A equipe da secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, realiza nesta segunda-feira (12), a desobstrução de trechos de estradas em Conceição do Imbé, na zona rural do município. Na localidade, devido às chuvas, foi registrado deslizamento de terra no último final de semana. Moradores da localidade ficaram isolados.

Segundo a Defesa Civil, não há desabrigados no distrito. Nas comunidades abaixo do Imbé, na região serrana do município, o volume de água que desaguou em Lagoa de Cima (balneário da zona rural) alagou partes de propriedades um trecho da estrada. Não houve registro de inundação de residências.

O nível do rio Ururaí, que recebe água da serra, também subiu para 3,68m na manhã de domingo (10), mas sem transbordo. Enquanto isso, a RJ 178, que liga Campos ao município de Quissamã, também foi interditado em função da cheia do rio Macabu.

O secretário de Infraestrutura, Cledson Bitencourt, informou que duas máquinas e dois caminhões atuam para liberar estradas na regiã do Imbé. As obstruções estariam nas áreas de acesso a Cambucá e a cachoeira do Mocotó.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, Edison Pessanha, o órgão continua em estado de alerta para novas chuvas e acompanhamento dos níveis dos rios. “Até agora não há desabrigados no Imbé ou em Lagoa de Cima, mas estamos atentos à evolução daquela região”, explicou.

Com as chuvas na cabeceira do Imbé, que deságuam em Lagoa de Cima e, depois, no rio Ururaí, o nível do rio subiu 18cm entre sábado (10) e este domingo, medindo 3,68m, mas sem transbordo (o que ocorre em 3,8m). Mesmo assim, as residências antigas mais próximas ao rio não estão ocupadas, segundo vistoria da Defesa Civil na última sexta. O nível do rio Paraíba do Sul baixou 11cm e, nesta manhã, registrou a cota de 8,25m.

*Agência VIU!


 

Comentários

comentários