Enquadrada como instituição filantrópica e obrigada por lei a favorecer alunos de baixa renda com bolsas de ensino, faculdade concede benefício aos ricos; CONFIRA:

A Faculdade Medicina de Campos dos Goytacazes (FMC), no norte fluminense, poderá entrar na rota de investigação do Ministério Público Federal (MPF) por suspeita de favorecimentos na distribuição de bolsas de estudos.

Mantida pela Fundação Benedito Pereira Nunes e enquadrada como instituição filantrópica, a Faculdade exerce um monopólio do ensino de medicina na cidade e cobra uma mensalidades que chega a R$ 8 mil. Na condição de instituição filantrópica, por lei a entidade é obrigada a conceder bolsas de ensino atendendo critérios socioeconômicos.

Mas, documentos obtidos com exclusividade pela reportagem do Portal VIU! apontam que a concessão de bolsas contempla alunos da elite financeira local e exclui alunos de baixa renda.

VEJA AQUI BOLSISTAS E RENDA

De acordo com informações obtidas pela reportagem, a seleção de bolsistas ocorre semestralmente, sem qualquer acompanhamento dos órgãos de controle externo. O relatório disponibilizado em link nesta página é referente ao 1º semestre do ano letivo 2017 e expõe uma série de falhas por parte da instituição.

 

Comentários

comentários