Parecer do Tribunal de Contas do Estado aponta 29 improbidades praticadas por ex-prefeito do município da Região dos Lagos; Leia mais:

O ex-prefeito de Cabo Frio (RJ) Marquinhos Mendes teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ).

Em reunião plenária realizada nesta quarta-feira (6), por unanimidade, os conselheiros acolheram parecer contrário a abertura de crédito adicional superior a R$ 5 milhões no orçamento do município, ordenado pelo então prefeito no exercício financeiro de 2017.

LEIA TAMBÉM:

EX-PREFEITO INELEGÍVEL 

CABO FRIO (RJ) – Ex-PREFEITO CONDENADO PELO TJ

O relatório aponta um total de 29 improbidades praticadas pelo ex-prefeito, entre elas um déficit financeiro de R$ 2.208 milhões em restos a pagar de um exercício financeiro para outro, sem a devida disponibilidade de caixa.

Mendes também ultrapassou o limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), gastando 66,64% da Receita Corrente Líquida com folha de pagamento. A equipe técnica do TCE apontou ainda uma série de irregularidades contábeis e problemas nos regimes previdenciários.

As contas de Marquinhos Mendes será enviada para votação na Câmara de Vereadores de Cabo Frio.

 

Comentários

comentários