Para quem está programando curtir o carnaval de 2019 no Rio de Janeiro, o melhor da folia estará nas ruas; Confira:

Dezembro chegou e quem está escolhendo o Rio de Janeiro para curtir o carnaval de 2019 deve ficar atento a programação. Os blocos de rua são as grandes pedidas para o período.

O Rio transpira carnaval, atrai gente bonita e proporciona festas inesquecíveis. O carnaval de 2019 cai no dia 13 de fevereiro, mas na cidade maravilhosa, a folia acontece antes, durante e depois. O Portal VIU! traz 6 dicas de blocos para você pular e dançar durante o carnaval carioca.

Bloco Cordão da Bola Preta | Foto: EBC

1 – CORDÃO DA BOLA PRETA

Um dos blocos mais badalados e antigos do carnaval carioca. Fundado em 1918, completou 100 anos no carnaval de 2018. O desfile acontece na Avenida Rio Branco, no Centro do Rio. Já chegou a arrastar 2 milhões de foliões.

2 – CACIQUE DE RAMOS

É bloco do coração de Elymar Santos e da madrinha Beth Carvalho. É berço de clássicos como “Coisinha do Pai” e “Vou Festejar”. No Cacique de Ramos também nasceu o grupo Fundo de Quintal.

Sua história já foi tema o desfile da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, em 2012. O bloco também desfila na Avenida Rio Branco.

Banda de Ipanema | Foto: EBC

3 – BANDA DE IPANEMA

O bloco foi fundado em 1964, com inspiração na boêmia do bairro de Ipanema. Entre os fundadores figuram a turma do lendário jornal O Pasquim, como o cartunista Ziraldo.

Pela Banda de Ipanema figuraram padrinhos ilustres: Cartola, Chico Buarque, Leila Diniz, Clara Nunes, Bibi Ferreira, Grande Otelo, Martinho da Vila e Clementina de Jesus. É também o mais democrático dos blocos, integrando jovens, idosos, gays, drag queens e crianças. É patrimônio imaterial da cidade do Rio de Janeiro.

4 – SIMPATIA É QUASE AMOR

É considerado o irmão caçula da Banda de Ipanema. A concentração dos dois blocos têm início na mesma praça: a General Osório. O desfile é no domingo de carnaval. O bloco nasceu no início da década de 80, embalado pela campanha da Diretas Já.

5 – SUVACO DE CRISTO

O Suvaco de Cristo nasceu em 1986 no Jardim Botânico, no bairro localizado sob as axilas do Cristo Redentor.  O nome sui generis foi inspirado em uma brincadeira do maestro Tom Jobim. O compositor morava no Jardim Botânico e dizia que sua casa tudo tinha “cheiro de mofo, porque ele estava no suvaco do cristo”.

6 – MONOBLOCO

O Monobloco é uma mistura de oficina e bloco de carnaval. No pós carnaval de 2017, chegou a arrastar 400 mil foliões pelas ruas da cidade maravilhosa. Em 2018, o Monobloco deu início ao percurso na Rua 1º de Março, no Centro, com concentração e desfile no período da manhã. Em 2019 estará comemorando 19 anos de fundação.

*Agência VIU!

 

Comentários

comentários