Moradores de cidade Síria denunciam que chefes estrangeiros de grupos terroristas saíram de Al-Mayadin em helicópteros norte-americanos;

Helicópteros dos EUA evacuaram os chefes estrangeiros do Estado Islâmico (ISIS) de Al-Mayadin, na Síria, duas semanas antes do início da operação de libertação da cidade pelo exército sírio. As informações foram obtidas pela agência Sputnik News ao ouvir vários habitantes da cidade.

“A aviação militar norte-americana primeiro fez uma manobra […] próximo de uma quinta na zona de Al‑Mayadin. Depois [a aviação] realizou um ataque aéreo, nós nos tentamos esconder e vimos vários helicópteros norte-americanos. Em terra se encontravam os chefes estrangeiros do ISIS, que estavam esperando perto da sua base […]. Os helicópteros levaram-nos de Al‑Mayadin”, afirmou um pastor local, Muhammad Awad Hussein.

“Vi-os [os helicópteros]. A aviação norte-americana… primeiro o barulho dela, logo depois o ataque aéreo massivo nas aldeias vizinhas. Depois chegaram os helicópteros e levaram os chefes do ISIS, após isso os ataques pararam”, acrescentou ele.

De acordo com o homem de 79 anos, ele serviu no exército sírio e sabe distinguir a aviação norte-americana.

OUTROS DEPOIMENTOS

Outros habitantes disseram à Sputnik que viram como dois chefes estrangeiros partiram com suas famílias em automóveis de Al-Mayadin em direção ao estado-maior do ISIS em Haydar. Depois chegaram os helicópteros e os levaram para lugar desconhecido.

As forças governamentais sírias começaram a operação da libertação da cidade de Al‑Mayadin no início de setembro e, em 14 de outubro, a cidade foi totalmente libertada do ISIS.

Em setembro uma fonte diplomática e militar confirmou à Sputnik que, em agosto, a Força Aérea norte-americana evacuou mais de 20 chefes militares do ISIS e seus combatentes mais próximos de Deir ez-Zor em direção ao norte da Síria.

*Agência Sputnik News

Comentários

comentários