Boneca sexual criada por engenheiro catalão atenderá devidamente os pretendentes que sejam bons com ela;

O criador do robô sexual de última geração diz que suas criações logo terão um “código moral” e preferirão os homens que procuram outras coisas além de se satisfazer, informa site RT.

O criador da boneca sexual Samantha e o engenheiro catalão, Sergi Santos, declararam que as suas criações dotadas de inteligência artificial serão mais entusiasmadas com as pessoas que as tratarem com respeito. Vídeo:

Crédito: La Vanguardia 

Em breve estes androides de silicone terão um código moral que afetará sua libido, explicou Santos à IBTimes. O engenheiro apontou que em dois ou três meses ele fará com que Samantha converse e faça julgamentos de valor.

“Será capaz de dizer se sou malvado ou não”, disse ele. Atualmente os níveis de ativação da boneca dependem se seu “parceiro” tocar as suas zonas erógenas. A boneca pode também atingir um orgasmo simulado através da penetração se estiver suficientemente excitada.

Santos afirma que agora pode fazer com que Samantha se sinta mais estimulada, dependendo de quão boa seja a pessoa, se dedicar mais tempo falando com ela e não apenas a classificando como fonte de satisfação sexual.

Samantha chamou a atenção da mídia por ser um robô feminino capaz de atingir o orgasmo. Mas Santos quer ir mais longe do que só desenvolver uma boneca sexual simples.

O criador sugere que o século 21 é “o século de integração”, e é por isso que implantará sensores especiais no corpo da boneca, que lhe dará a capacidade de reagir emocionalmente a toques.

*Agência Sputnik

Comentários

comentários