Relatório que será apresentado nesta segunda-feira (23) mira nos grandes devedores, como empresas e instituições financeiras;

A leitura do Relatório Final da CPI da Previdência ​(CPIPREV​) ​​no Senado, agendada para esta segunda-feira (23), às 11 horas, no Plenário 19 da Casa, promete ser “quente”. A turma da oposição vem comentando nos últimos dias que surgirão “bombas” contra a pauta do governo de Michel Temer (PMDB).

​O conteúdo que será lido pelo relator da Comissão, o senador Hélio José (PROS), deve empurrar ladeira abaixo o discurso do governo de que o rombo da previdência tem como vilão o funcionalismo público. As investigações feitas pela CPI devem apontar em direção às corporações devedoras, como a como a JBS-Friboi, e instituições financeiras, como responsáveis pelo desequilíbrio no sistema. Deve ainda afirmar que a crise foi “fabricada” pelo governo para justificar a Reforma Previdenciária.

A CPI vem realizando reuniões e audiências públicas há cerca de seis meses, com a participação dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, inclusive da sociedade civil.

Na quarta-feira, a Câmara Federal deve votar a segunda denúncia feita pelo procurador da República Rodrigo Janot, contra Temer. O presidente está reunindo a sua base para aprovar uma agenda positiva na Casa, que tem a Reforma da Previdência como “carro chefe” das negociações.

Comentários

comentários