Prefeito de Macaé-RJ quer trocar royalties por emprego, mas tem gente querendo a raspa do tacho;

A desoneração na exploração de petróleo nos campos maduros é a saída para retomada de investimentos na Bacia de Campos.

O prefeito de Macaé-RJ, Dr. Aluízio (PMDB), propõe reduzir 50% no pagamento de royalties e participação especial aos municípios, para que a iniciativa privada entre nesta fatia de produção que está decrescente desde que a Petrobras fez uma opção preferencial pelo pré-sal.

Os municípios produtores recebem 10% de participação sobre a produção. Com a redução, teriam direito a 5%.

Extração de petróleo na Bacia de Campos | Vídeo: Youtube

Das mais de 100 sondas instaladas na região, apenas 16 estão operando. Esta desmobilização é devastadora para o mercado de trabalho, com estatísticas de milhares de desempregados.

Maior quantidade de plataformas operando representa mais oportunidades para a mão de obra ociosa. O mercado aquecido favorece o fluxo de renda, gera o chamado círculo virtuoso na economia regional.

Portanto, o que o prefeito de Macaé propõe é a troca de royalties por emprego e renda. É pragmatismo diante da crise.

ROYALTIES E CORRUPÇÃO

A compensação pela produção de petróleo na Bacia de Campos proporcionou uma fortuna aos cofres do Estado do Rio e dos Municípios do Norte Fluminense e Região dos Lagos. Em 20 anos foram cerca de R$ 400 bilhões.

Bacia de Campos
Prefeitos e representantes da Ompetro, em reunião na cidade de Campos dos Goytacazes-RJ

Foram duas décadas também de corrupção desenfreada. A riqueza que saiu do fundo do mar proporcionou riquezas para políticos e amigos do poder, mas deixou um legado de pobreza para o conjunto da sociedade.

Royalties por emprego, talvez, seja a forma mais justa de compartilhar a raspa do tacho. Mas é previsível que a geração contaminada pela doença holandesa se levante para tentar sugar a última gota do ouro negro. Na última reunião da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro), os sintomas desta moléstia já se manifestaram em forma de resistência a proposta de redução de royalties.

Comentários

comentários