CNPE reduz compensação nos poços maduros e Petrobras vai reforçar plano de investimentos;

O Comitê Nacional de Política Energética (CNPE) encampou a proposta de reduzir o pagamento de royalties e participação especial sobre a produção de petróleo nos campos maduros.

Em portaria publicada no Diário Oficial da União, edição de 06 de julho, o órgão estipulou o repasse de 5% para a produção incremental. Leia imagem abaixo:

Fonte: Página 3 do Diário Oficial da União, edição de 06/07/2107 – Portaria CNPE

ENTENDA O CÁLCULO

Nos poços que estão em atividade, como é o caso de Roncador, continuará vigorando o repasse de 10% sobre a produção atual, mas o que for extraído além do atual patamar vai incidir o pagamento de 5%.

Com 16 plataformas em operação, a Bacia de Campos está produzindo 1,3 milhão de barris/dia. Portanto, a produção que ultrapassar este patamar estará dentro do novo cálculo.

A proposta que tem por objetivo desonerar a produção na Bacia de Campos e promover a retomada de investimentos partiu do prefeito de Macaé, Dr. Aluízio. Ele anunciou a proposta que seria discutida posteriormente com a Petrobras e ANP em entrevista exclusiva ao jornalista Roberto Barbosa no Canal VIU!, em junho deste ano.

Confira:

Fonte: Canal VIU! – Youtube. Entrevista: 29/06/2017

O prefeito lidera o movimento #Bacia de Campos, é preciso investir. Ele avalia que a retomada de investimentos seria a forma mais imediata de fomentar o mercado de trabalho e promover o fluxo de renda nas cidades.

Outro dado positivo é que a Petrobras assumiu o compromisso de incluir o que será economizado no repasse de royalties no plano de investimentos da Bacia de Campos.

“As pessoas têm o direito de trabalhar e precisam trabalhar. São 14 milhões de desempregados no país”, diz Dr. Aluízio.

*Agência VIU!

Comentários

comentários